Notícias

Aumento nas tarifas de energia elétrica podem comprometer a agricultura irrigada

Elevação que chega a 41% pode representar queda na produção de arroz e feijão

A alta nos preços das tarifas de energia elétrica em todo o país tem afetado não somente os consumidores residenciais, mas também a indústria e o agronegócio, com efeitos diretos na irrigação. Especialistas afirmam que os reflexos do aumento já foram sentidos na produção de diversas culturas e podem representar também redução na próxima colheita de dois produtos básicos na mesa dos brasileiros: o arroz e o feijão.

A grave crise hídrica somada ao cenário de instabilidade política e econômica vivido no Brasil são considerados os principais fatores para as sequenciais altas nos preços das tarifas energéticas, já que a geração de energia nas hidrelétricas foi reduzida, obrigando o acionamento das usinas térmicas que possuem custo de produção mais elevado. Além disso, foram registrados os aumentos anuais das distribuidoras, estimando uma elevação de cerca de 41% nos preços.

Para o presidente da Federação dos Arrozeiros do Rio Grande do Sul, Henrique Dornelles, as tarifas de energia elétrica são as grandes responsáveis pelo aumento no custo de produção. Ainda segundo ele, além disso, os preços ruins e as incertezas sobre o clima também podem contribuir para uma redução de pelo menos 5% na área plantada com arroz neste e no próximo ano.

O aumento dos custos de produção também está provocando redução no plantio de feijão, cultivado durante o inverno principalmente nas regiões Centro-Oeste e Sudeste e que depende amplamente da irrigação. Sob efeitos da energia mais cara, a produção deve ser reduzida em mais de 8%, de acordo com números da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

Órgãos relacionados ao agronegócio como a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) se posicionaram sobre os impactos do aumento da energia na produção de alimentos que podem inclusive comprometer o programa Mais Irrigação do Governo Federal, que pretende dobrar a área irrigada no país nos próximos dez anos. Além disso, o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento já se manifestou favorável à retirada das bandeiras tarifárias para a irrigação.

 

Créditos Imagem:

Electric transmission lines, picture taken by myself. Nixdorf 20:27, 14 Jul 2004